empregado-aposentado-plano-saude-empresa

Empregado aposentado condena plano de saude da empresa a custear spa de luxo

Uma trabalhadora da Petróleo Brasileiro S. A. (Petrobras), aposentada desde 2008, conseguiu que a empresa arque com os custos do tratamento médico para portadores de obesidade mórbida em um spa de luxo baiano.  As despesas serão suportadas até que haja regressão da doença a nível considerado razoável pela equipe médica assistente.

A Petrobras já havia sido condenada pela vara do trabalho de Salvador (BA), quando interpôs recurso ao Tribunal e perdeu novamente.

O Tribunal Superior do Trabalho (TST), com sede em Brasília e última palavra da justiça do trabalho, manteve a condenação ao concluir que a internação em clínica de emagrecimento é procedimento coberto pela assistência de saúde da empregadora, já que o problema pode ser enquadrado na modalidade de grande risco.

Quanto ao spa de luxo escolhido pela empregada, o TST afirmou que a Petrobras poderia ter indicado outro lugar, desde que garantida a mesma eficiência do tratamento, mas não o fez.

Fonte: http://goo.gl/Of2wm